EDITORIAL
Ao iniciar funções no final do ano de 2014 a revista de Medicina Interna, órgão oficial da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, definiu como objectivo fundamental a indexação da revista em bases de dados de periódicos científicos conhecidas e consagradas.

Esta pretensão está condicionada por um conjunto de regras exigentes e incontornáveis. Entre elas contam-se a publicação de um conjunto significativo de artigos originais, o que contraria a tradição de submissão prevalente de casos clínicos, tão acarinhada pelos diferentes núcleos da Medicina Interna nacional.

Outra das exigências dos reguladores da indexação internacional é a publicação sem atrasos dilatados. Por isso, e desde o primeiro número de 2015, os editores da Medicina Interna selecionaram trabalhos de qualidade, acelerando o processo de revisão, tendo-se tornado possível a divulgação em data não muito distante da do acto de submissão para publicação.

Uma das consequências deste processo foi a permanência em plataforma de inúmeros artigos aprovados nos anos de 2013 e 2014.

Honrando os compromissos do Conselho Redactorial anterior à gestão actual para com autores e respeitando o labor científico de qualidade de muitos serviços de Medicina Interna, o atual Conselho Editorial da Medicina Interna decidiu publicar online, no endereço da revista, uma série de trabalhos já sancionados para edição.

Como sempre vimos apelar para a necessidade da elaboração de estudos e comunicações de carácter clínico e científico que permitam uma evolução positiva da Medicina Interna, na substância e no estilo.

Abril 2017

João Sá
Editor-Chefe da Medicina Interna
PESQUISA DE ARTIGOS EM ARQUIVO
Poderá efectuar a pesquisa de artigos em arquivo utilizando um dos critérios abaixo indicados.
Tipo de Artigo
Tipo de Pesquisa
por Título
por Palavra Chave
por Autor
 
 
© Sociedade Portuguesa de Medicina Interna. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: b-online.pt