Esporotricose Cutâneo-Linfática

Autores

  • Rita Passos Coelho Serviço de Medicina Interna, Hospital Garcia de Orta, Almada, Portugal
  • Mafalda Sá Pereira Serviço de Medicina Interna, Hospital Garcia de Orta, Almada, Portugal
  • Eveline Pipolo Milan Serviço de Doenças Infecciosas, Hospital Giselda Trigueiros, Natal-RN, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.24950/rspmi.i.202.4.2021

Palavras-chave:

Esporotricose; Linfadenite; Sporothrix

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Tavares W, Carneiro Marinho LA. Rotinas de Diagnóstico e Tratamento das Doenças Infecciosas e Parasitárias. 4ª ed. São Paulo: Editora Atheneu; 2015.

Bennett JE, Dolin R, Blaser MJ. Mandell, Douglas, and Bennett´s Principles and Practice of Infectious Diseases. 9th ed. Philadelphia: Elsevier;

Downloads

Publicado

23-12-2021

Como Citar

1.
Passos Coelho R, Sá Pereira M, Pipolo Milan E. Esporotricose Cutâneo-Linfática. RPMI [Internet]. 23 de Dezembro de 2021 [citado 5 de Julho de 2022];28(4):367-4. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/275

Edição

Secção

Imagens em Medicina