Retrato das Necessidades Paliativas de um Serviço de Medicina Interna de um Hospital Terciário em Portugal

Autores

  • Sofia Moura de Azevedo Serviço de Medicina Interna, Centro Hospitalar Universitário de Santo António, Porto, Portugal https://orcid.org/0000-0001-9832-6348
  • Nuno Miguel Pereira Serviço de Medicina Interna, Centro Hospitalar Universitário de Santo António, Porto, Portugal
  • Isabel Fonseca Silva Serviço de Medicina Interna, Centro Hospitalar Universitário de Santo António, Porto, Portugal
  • Júlia Alves Equipa Intra-Hospitalar de Suporte em Cuidados Paliativos Centro Hospitalar Universitário de Santo António, Porto, Portugal
  • Manuela Vidigal Bertão Serviço de Medicina Interna, Centro Hospitalar Universitário de Santo António, Porto, Portugal https://orcid.org/0000-0003-1331-4925
  • João Araújo Correia Serviço de Medicina Interna, Centro Hospitalar Universitário de Santo António, Porto, Portugal https://orcid.org/0000-0002-6742-3900
  • Elga Freire Serviço de Medicina Interna, Centro Hospitalar Universitário de Santo António, Porto, Portugal https://orcid.org/0000-0002-4081-8312

DOI:

https://doi.org/10.24950/rspmi.1594

Palavras-chave:

Cuidados Paliativos, Medicina interna, Necessidades e Procura de Serviços de Saúde

Resumo

Introdução: O perfil clínico dos doentes internados nos
serviços de Medicina Interna caracteriza-se por cada vez
maior fragilidade e complexidade. O objetivo principal deste trabalho foi determinar a prevalência das necessidades paliativas de um Serviço de Medicina Interna através do instrumento NECPAL.

Métodos: Foi realizado um estudo institucional, clínico,
descritivo, observacional e transversal. Dos 148 doentes internados no Serviço de Medicina Interna de um hospital
terciário, à data de 20 de abril de 2022, 122 doentes apresentaram critérios de elegibilidade para aplicação do NECPAL pelos profissionais de saúde (médicos e enfermeiros). A análise estatística foi realizada no software SPSS® versão 26.

Resultados: A prevalência das necessidades paliativas
neste Serviço de Medicina Interna foi de 88,5% (n = 108).
Destes, 72,2% (n = 78) encontravam-se no estádio 3 de
prognóstico do NECPAL, cuja mediana de sobrevivência é de 3,6 meses. A maioria dos profissionais de saúde (56,9%, n = 29) não tinha formação básica em cuidados paliativos. Os enfermeiros e médicos foram concordantes na maioria das suas avaliações em relação à pergunta surpresa, diferindo em 27,9% (n = 34) dos doentes, e em todos estes, a doença definidora de prognóstico era não oncológica.

Conclusão: As necessidades paliativas neste Serviço de
Medicina Interna são elevadas, retratando possivelmente a
realidade nacional. Tornar as necessidades da nossa população visíveis é imperativo para uma melhor gestão dos cuidados individuais, recursos humanos e criação de planos governamentais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Gonçalves, JA. A boa morte: ética no fim da vida. Porto: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto; 2007.

Santana P. A Geografia da Saúde da população. Evolução nos últimos 20 anos em Portugal Continental. Coimbra: Centro de Estudos em Geografia e Ordenamento do Território; 2015. doi: 10.17127/cegot/2015.GS.

Instituto Nacional de Estatística [INE.pt]. Projeções de População Residente 2018-2080l; 2020. [consultado em Maio 2022]. Disponível em: https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_destaques&DESTAQUESdest_

boui=406534255&DESTAQUESmodo=2&xlang=pt.

Carneiro R, Freire E, Alves J, Rocha N. Gestos e atitudes em medicina: Centrada no doente num serviço de medicina interna. Acta Med Port. 2010; 23:1035-42.

Neto IG, Barbosa A, Pina PR, Tavares F. Manual de Cuidados Paliativos. 3ª ed. Lisboa: Núcleo de Cuidados Paliativos do Centro de Bioética da Faculdade Medicina de Lisboa; 2016.

Eti S. Palliative care: an evolving field in medicine. Prim Care. 2011; 38:p.159-71, vii. doi: 10.1016/j.pop.2011.03.001.

Stewart M, Brown JB, Donner A, McWhinney IR, Oates J, Weston WW, Jordan J. The impact of patient-centered care on outcomes. J Fam Pract.2000; 49:796-804.

Gómez-Batiste X, Martínez-Muñoz M, Blay C, Amblàs J, Vila L, Costa X, et al. Identifying patients with chronic conditions in need of palliative care in the general population: Development of the NECPAL tool and preliminary prevalence rates in Catalonia. BMJ Support Palliat Care. 2013; 3:300–8. doi: 10.1136/bmjspcare-2012-000211

Santana MT, Gómez-Batiste X, Silva LM, Gutiérrez MG. Cross-cultural adaptation and semantic validation of an instrument to identify palliative requirements in Portuguese. Einstein. 2020;18:eAO5539. doi: 10.31744/ einstein_journal/2020AO5539.

Gómez-Batiste X, Martínez-Muñoz M, Blay C, Amblàs J, Vila L, Costa X, et al. Practical recommendations for identifying and establishing prognostic approach of people with advanced chronic conditions and palliative care needs in health and social services –NECPAL 4.0 Prognostic. Barcelona: Càtedra de Cures Palliatives, ICO, Institut Català D’Oncologia;2021.

Martins O. Identificação de Doentes Internados num Serviço de Medicina Interna com Necessidade de Cuidados Paliativos. Med Interna. 2020; 27:131-8. doi: 10.24950/O/265/19/2/2020

Monteiro P, Silva M J, Fraga M, Mota C, Suarez A, Ponte C, et al. Necessidade de Cuidados Paliativos num Serviço de Medicina Interna. Med Interna. 2013;20:7-20.

Gómez-Batiste X, Martínez-Muñoz M, Blay C, Espinosa J, Contel JC, Ledesma A. Identifying needs and improving palliative care of chronically ill patients: a community-oriented, population-based, public-health approach. Curr Opin Support Palliat Care. 2012;6:371-8. doi: 10.1097/SPC.0b013e328356aaed.

Kim S, Lee K, Kim S. Knowledge, attitude, confidence, and educational needs of palliative care in nurses caring for non-cancer patients: a cross-sectional, descriptive study. BMC Palliat Care. 2020; 19: 105. doi: 10.1186/s12904-020-00581-6.

Gómez-Batiste X, Turrillas P, Tebé C, Calsina-Berna A, Amblàs-Novellas J. NECPAL tool prognostication in advanced chronic illness: a rapid review and expert consensus. BMJ Support Palliat Care. 2022;12(e1):e10-e20. doi: 10.1136/bmjspcare-2019-002126.

Turrillas P, Peñafiel J, Tebé C, Amblàs-Novellas J, Gómez-Batiste X. NECPAL prognostic tool: a palliative medicine retrospective cohort study. BMJ Support Palliat Care. 2021:bmjspcare-2020-002567. doi: 10.1136/bmjspcare-2020-002567.

Downloads

Publicado

27-09-2023

Como Citar

1.
Moura de Azevedo S, Miguel Pereira N, Fonseca Silva I, Alves J, Vidigal Bertão M, Araújo Correia J, Freire E. Retrato das Necessidades Paliativas de um Serviço de Medicina Interna de um Hospital Terciário em Portugal. RPMI [Internet]. 27 de Setembro de 2023 [citado 12 de Julho de 2024];30(3):157-62. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1594

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 > >>