Hipocoagulação em Doentes com Fibrilhação Auricular e Internados por AVC Hemorrágico

Autores

  • Maria Beatriz Santos Serviço de Medicina Interna, Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, Açores, Portugal https://orcid.org/0000-0003-1011-9016
  • Alexandra Rodrigues Interna de Neurorradiologia, Neuroradiology Unit, Hospital Central do Funchal, Funchal, Portugal https://orcid.org/0000-0001-6241-9446
  • Patrícia Ferreira Unidade Cerebro-Vascular, Hospital de São José, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, Lisboa, Portugal
  • Ana Paiva Nunes Unidade Cerebro-Vascular, Hospital de São José, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, Lisboa, Portugal https://orcid.org/0000-0002-5573-1551

DOI:

https://doi.org/10.24950/rspmi.1602

Palavras-chave:

Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico, Anticoagulantes, Fibrilação Auricular

Resumo

Introdução: A estratégia de prevenção secundária em doentes com acidente vascular cerebral hemorrágico (AVCh) e fibrilhação auricular (FA) é um dilema clínico. O objetivo dos autores foi avaliar a introdução ou manutenção de terapêutica hipocoagulante em doentes com FA e internados por AVCh.

Métodos: Análise descritiva dos doentes internados por AVCh de 2009 a 2021. Foi feita a colheita de dados pela consulta dos processos e analisados dados demográficos, clínicos, imagiológicos e a terapêutica prévia e após alta. Realizou-se uma análise comparativa da terapêutica hipocoagulante entre anticoagulantes orais diretos (DOAC) e antagonistas da vitamina K (AVK).

Resultados: Um total de 28 doentes (22 do género masculino; mediana de idade de 75 anos) foram incluídos no estudo, dos quais 19 eram hipocoagulados previamente. Destes, oito (re)iniciaram a hipocoagulação após a alta. Verificouse o óbito em 19 doentes, dos quais 17 pertenciam ao grupo sem hipocoagulação após alta e destes, cinco óbitos foram verificados no primeiro mês após o AVCh.

Conclusão: A maioria dos doentes não (re)iniciou hipocoagulação após AVCh, apesar de serem um grupo de alto risco para novos eventos cerebrovasculares, o que torna a discus-são sobre este tema ainda mais relevante. Assistiuse a uma mudança no padrão de prescrição de AVK para DOAC, com-parando os dois períodos em análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Klijn CJM, Paciaroni M, Berge E, Korompoki E, Kõrv J, Lal A, et al. Antithrombotic treatment for secondary prevention of stroke and other thromboembolic events in patients with stroke or transient ischemic attack and non-valvular atrial fibrillation: A European Stroke Organisation guideline. Eur Stroke J. 2019;4:198-223. doi: 10.1177/2396987319841187

Sargento-Freitas J, Silva F, Koehler S, Isidoro L, Mendonça N, Machado C, et al. Fibrilhação Auricular na Doença Cerebrovascular: A Perspectiva Neurológica Nacional. Acta Med Port. 2013;26:86-92.

Arnett DK, Blumenthal RS, Albert MA, Buroker AB, Goldberger ZD, Hahn EJ, et al. 2019 ACC/AHA Guideline on the Primary Prevention of Cardiovascular Disease: Executive Summary: A Report of the American College of Cardiology/American Heart Association Task Force on Clinical Practice Guidelines. J Am Coll Cardiol. 2019;74:1376-414. doi: 10.1016/j.jacc.2019.03.009

Greenberg SM, Ziai WC, Cordonnier C, Dowlatshahi D, Francis B, Goldstein JN, et al. 2022 Guideline for the Management of Patients With Spontaneous Intracerebral Hemorrhage: A Guideline From the American Heart Association/American Stroke Association. Stroke. 2022;53:e282-e361. doi: 10.1161/STR.0000000000000407.

INFARMED IP, Correia A, Costa I, Caldeira S. Anticoagulantes Orais - Utilização e Despesa. Lisboa: Infarmed; 2019.

Nielsen PB, Larsen TB, Gorst-Rasmussen A, Skjøth F, Rasmussen LH, LipGY. Intracranial haemorrhage and subsequent ischemic stroke in patients with atrial fibrillation: A nationwide cohort study. Chest. 2015;147:1651-8.

Nielsen PB, Melgaard L, Overvad TF, Jensen M, Larsen TB, Lip GY, et al. Risk of Cerebrovascular Events in Intracerebral Hemorrhage Survivors With Atrial Fibrillation: A Nationwide Cohort Study. Stroke. 2022;53:2559-68. doi: 10.1161/STROKEAHA.121.038331.

Zhao B, Jia WB, Zhang LY, Wang TZ. 1/2SH: A Simple, Accurate, and Reliable Method of Calculating the Hematoma Volume of Spontaneous Intracerebral Hemorrhage. Stroke. 2020;51:193-201. doi: 10.1161/STROKEAHA.119.026951

Ruff CT, Giugliano RP, Braunwald E, Hoffman EB, Deenadayalu N, Ezekowitz MD, et al. Comparison of the efficacy and safety of new oral anticoagulants with warfarin in patients with atrial fibrillation: a meta-analysis of randomised trials. Lancet. 2014;383:955-62. doi: 10.1016/S0140-6736(13)62343-0.

Downloads

Publicado

15-12-2023

Como Citar

1.
Santos MB, Rodrigues A, Ferreira P, Paiva Nunes A. Hipocoagulação em Doentes com Fibrilhação Auricular e Internados por AVC Hemorrágico. RPMI [Internet]. 15 de Dezembro de 2023 [citado 28 de Fevereiro de 2024];30(4):216-21. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1602

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)