Diabetes Gestacional: Casuística do Hospital da Horta de 2021 - Uma Preocupação Mantida

Autores

  • Ana Simas Serviço de Medicina Interna, Hospital da Horta, Horta, Açores, Portugal https://orcid.org/0000-0002-7515-5176
  • Ricardo Veloso Serviço de Medicina Interna, Hospital da Horta, Horta, Açores, Portugal
  • Nuno Amorim Serviço de Medicina Interna, Hospital da Horta, Horta, Açores, Portugal
  • Ruth Fortes Medicina Geral e Familiar, Aces Loures / Odivelas - Usf Genesis, Loures, Portugal
  • Joana Decq Mota Serviço de Medicina Interna, Hospital da Horta, Horta, Açores, Portugal
  • Albina Correia Serviço de Obstetrícia, Hospital da Horta, Horta, Açores, Portugal
  • Ana Teixeira Serviço de Obstetrícia, Hospital da Horta, Horta, Açores, Portugal
  • Fátima Pinto Serviço de Medicina Interna, Hospital da Horta, Horta, Açores, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.24950/rspmi.2061

Palavras-chave:

Açores, Complicações na Gravidez, Diabetes Gestacional, Hiperglicemia

Resumo

Introdução: A diabetes gestacional (DG) é uma complicação frequente na gravidez. Existem evidências da
associação entre a hiperglicemia materna e o risco de complicações obstétricas e neonatais. A preocupação no diagnóstico precoce, tem vindo a permitir, entre outros, diminuir essas complicações.

O Hospital da Horta tem verificado, com alguma preocupação, uma prevalência desta patologia persistentemente maior do que a dos dados nacionais. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a população com DG acompanhada e com parto no hospital em 2021.

Métodos: Estudo retrospetivo das grávidas com DG seguidas em consulta e das grávidas com DG com parto neste hospital. Os dados foram recolhidos do sistema informático hospitalar, registados e gravados numa base de dados. As características demográficas e clínicas das grávidas foram analisadas, assim como as características dos bebés nascidos destas gravidezes.

Resultados: Das grávidas com parto no hospital, 35% tiveram o diagnóstico de DG. Destas 58% tinham entre 30 e
39 anos. Das grávidas com DG seguidas em consulta, 35%
tinham IMC de obesidade, e 35% de excesso de peso, sendo
os restantes 30% normoponderais. Antecedentes familiares
de diabetes mellitus (DM) estavam presentes em 36% das
grávidas com DG e 35% tinham apresentado DG em gravidez anterior.

Conclusão: Mantém-se a prevalência elevada de DG nesta instituição, com valores superiores aos dados de Portugal
Continental, mostrando-se a importância de uma atenção
redobrada para estas grávidas de modo a reduzir o risco
de complicações. Embora não tenham sido recolhidos dados suficientes que permitam tirar conclusões quanto a eventuais causas para esta disparidade de resultados, é essencial investigar as mesmas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Almeida M, Dores J, Ruas L, Vicente L. Consenso “Diabetes Gestacional”: Atualização 2017. Rev Port Diabetes. 2017;12:24–38.

Criteria T. Diabetes Gestacional : Evolução dos Critérios de Diagnóstico e Terapêutica. Rev Port Diabetes. 2022;17:47–53.

Massa CA, Rangel R, Cardoso M, Campos A. Diabetes gestacional e o impacto do actual rastreio. Acta Med Port. 2015;28:29–34.

Ferreira AF, Silva CM, Antunes D, Sousa F, Lobo AC, Moura P. Diabetes Gestacional : Serão os Atuais Critérios de Diagnóstico Mais Vantajosos? Acta Med Port. 2018;31:416-24. doi: 10.20344/amp.10135

Almeida M, Ruas L, Grupo de Estudos de Diabetes e Gravidez da Sociedade Portuguesa de Diabetologia. Registo Nacional de Diabetes Gestacional: Um Caminho de 18 Anos. Rev Port Diabetes. 2022;17:54–62.

Sociedade Portuguesa de Diabetologia, Observatório da Diabetes. Diabetes: Factos e Números – O Ano de 2016, 2017 e 2018. Lisboa: SPD;2019.

Simões AB, Robalo R, Gomes G, Aleixo F, Amaral N, Guerra S. Diabetes Gestacional nos anos 2000 e 2010: Retrato de uma sociedade? Rev Port Endocrinol Diabetes Metab. 2013;8:21–4. doi: 10.1016/j.rpedm.2012.09.001

Dores J, Rocha T, Ruas L, Cordeiro MC, Carvalheiro M. Registo Nacional da Diabetes Gestacional em 2005. Rev Port Diabetes. 2008;3:141–7.

Downloads

Publicado

15-12-2023

Como Citar

1.
Simas A, Veloso R, Amorim N, Fortes R, Decq Mota J, Correia A, Teixeira A, Pinto F. Diabetes Gestacional: Casuística do Hospital da Horta de 2021 - Uma Preocupação Mantida. RPMI [Internet]. 15 de Dezembro de 2023 [citado 22 de Julho de 2024];30(4):222-7. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/2061

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)