Gestão da Intoxicação por Bloqueadores de Canais de Cálcio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24950/rspmi.1057

Palavras-chave:

Bloqueadores de Canais de Cálcio/intoxicação, Insulina/administração e dosagem, Sobredosagem de Medicamento/tratamento farmacológico, Tratamento de Emergência

Resumo

A intoxicação por bloqueadores de canais de cálcio é geralmente subestimada, sendo uma condição potencialmente life-threatening pelos seus efeitos hemodinâmicos graves. Dependendo da idade, comorbilidades, co-ingestão de outros medicamentos e da magnitude da ingestão tóxica, a apresentação pode variar desde assintomática até choque. Altas doses de insulina parecem ser uma terapêutica adjuvante eficaz, apesar da inexistência de estudos randomizados. Este artigo relata uma série de casos de intoxicação voluntária por bloqueadores de canais de cálcio com melhoria clínica após tratamento com altas doses de insulina. Os doentes eram jovens e sem comorbilidades importantes. A amlodipina foi o fármaco utilizado e, em dois casos, houve co-ingestão de outros fármacos. À admissão todos apresentavam hipotensão refratária à reposição volémica com consequente necessidade de introdução de suporte vasopressor. Altas doses de insulina foram iniciadas precocemente, com uma perfusão média de 0,67 U/kg/h, o que permitiu uma redução sustentada na dose de vasopressores. A hipocaliemia e a hipoglicemia foram frequentes, embora sem gravidade. Concluindo, é fundamental que os profissionais de saúde saibam reconhecer e gerir estas situações clínicas dado o seu elevado risco de mortalidade. Altas doses de insulina parecem ser uma terapêutica viável e segura nestes doentes, desde que seja assegurada uma monitorização intensiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Stephen VS, Pluymers NA, Gauton SJ. Emergency management of calcium channel blocker overdose. S Afr Med J. 2019;109:635-8. doi: 10.7196/SAMJ.2019.v109i9.13704.

Gummin DD, Mowry JB, Beuhler MC, Spyker DA, Brooks DE, Dibert KW, et al. 2019 Annual Report of the American Association of Poison Control Centers’ National Poison Data System (NPDS): 37th Annual Report. Clin Toxicol. 2020;58:12,1360-541. doi: 10.1080/15563650.2020.1834219

St-Onge M, Anseeuw K, Cantrell FL, Gilchrist IC, Hantson P, Bailey B, et al. Experts Consensus Recommendations for the Management of Calcium Channel Blocker Poisoning in Adults. Crit Care Med. 2017;45, e306–15. doi: 10.1097/CCM.0000000000002087

Cole JB, Arens AM, Laes JR, Klein LR, Bangh SA, Olives TD. High dose insulin for beta-blocker and calcium channel-blocker poisoning. Am J Emerg Med. 2018;36:1817-24. doi: 10.1016/j.ajem.2018.02.004.

Montiel V, Gougnard T, Hantson P. Diltiazem poisoning treated with hyperinsulinemic euglycemia therapy and intravenous lipid emulsion. Eur J Emerg Med. 2011;18:121-3. doi: 10.1097/MEJ.0b013e32834130ab.

Downloads

Publicado

03-03-2023

Como Citar

1.
Pinto Araújo R, Soares Costa R, Campos Cunha J, Pacheco M, Meireles E, Carvalho J, Pinho R. Gestão da Intoxicação por Bloqueadores de Canais de Cálcio. RPMI [Internet]. 3 de Março de 2023 [citado 2 de Março de 2024];30(1):27-31. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1057

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)