Bacteriemia por Yersinia enterocolitica e Hemocromatose – Caso Clínico

Autores

  • Paulo Ferreira Gouveia Serviço de Medicina 1, Hospital de São Marcos – Braga
  • Vera Costa Dias Serviço de Medicina 1, Hospital de São Marcos – Braga
  • Guilherme Castro Gomes Serviço de Medicina 1, Hospital de São Marcos – Braga

Palavras-chave:

abcesso hepático, hemocromatose, Yersinia enterocolitica

Resumo

Apresenta-se o caso de um homem de 66 anos de idade, admitido por um quadro de febre, hipersudorese, mialgias, dor no
hipocôndrio direito e prostração, com cerca de quinze dias de
evolução. No estudo imagiológico do fígado surge padrão micronodular difuso, sugestivo de microabcessos e, nas hemoculturas,
é isolada Yersinia enterocolitica. Do restante estudo analítico,
destaca-se uma marcada alteração do metabolismo do ferro.
Histologicamente, o fígado evidenciou cirrose e siderose de
grau 4, sugerindo coexistência de hemocromatose. A caracterização genética mostrou homozigotia para a mutação C282Y do
gene HFE. Com a terapêutica antibiótica, assiste-se a melhoria
clínica progressiva, correlacionando-se, na TC de controlo, com
regressão quase completa das micronodulações. Prosseguiu
tratamento com antibioterapia prolongada e flebotomias regulares,
sem intercorrências, encontrando-se actualmente praticamente
assintomático. Tecem-se alguns comentários ao caso e procede-se a uma sucinta revisão do assunto, focalizada na septicemia e
abcessos hepáticos por Y. enterocolitica nos pacientes com estados
de sobrecarga de ferro

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Cover TL, Aber RC. Yersinia enterocolitica. N Eng J Med 1989; 321:16-24.

Vantrappen G, Geboes K, Ponette E. Yersinia enteritis. Med Clin North Am 1982;66:639-653.

Rabson AR, Koornhof HJ, Notman J, Maxwell WG. Hepatosplenic abscesses due to Yersinia enterocolitica. BMJ 1972;4:341.

Bouza E, Dominguez A, Meseguer M, Buzon L, Boixeda D, Revillo MJ et al. Yersinia enterocolitica septicaemia. Am J Clin Pathol 1980;74:404-409.

Robins-Browne RM, Rabson AR, Koornhof HJ. Generalized infection with Yersinia enterocolitica and the role of iron. Contrib Microbiol Immunol 1979;5:277-282.

Rabson AR, Hallet AF, Koornhof HJ. Generalized Yersinia enterocolitica infection. J Infect Dis 1975;131:447.

Brock JH. Iron and the outcome of infection. BMJ 1986;293:518-519.

Melby K, Slørdahl, Gutteberg TJ, Nordbø SA. Septicemia due to Yersinia enterocolitica after oral overdose of iron. BMJ 1982;285:467-468.

Robins-Browne RM, Prpic JK. Desferrioxamine and systemic yersinosis. Lancet 1983;10:1372-1372.

Abdelli N, Thiefin G, Chevalier P, Zeitoun P. Absces hepatiques a yersinia enterocolitica spontanement regressifs revelant une hemochromatose genetique: deuxieme cas. Gastroenterol Clin Bio 1996:20:212-213.

Jensen KT, Arpi M, Frederiksen W. yersinia enterocolitica septicaemia in Denmark 1972-1991: a report of 100 cases. Contrib Microbiol Immunol 1995;13:11

Ficheiros Adicionais

Publicado

30-09-2010

Como Citar

1.
Ferreira Gouveia P, Costa Dias V, Castro Gomes G. Bacteriemia por Yersinia enterocolitica e Hemocromatose – Caso Clínico. RPMI [Internet]. 30 de Setembro de 2010 [citado 18 de Abril de 2024];17(3):159-60. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1212

Edição

Secção

Casos Clínicos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)