Actinomyces e Pulmão: Uma Associação Rara

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24950/SC/361/18/1/2020

Palavras-chave:

Actinomicose, Actinomyces, Doenças do Pulmão

Resumo

Introdução: A actinomicose é uma infeção bacteriana crónica que raramente afeta o sistema respiratório. A infeção pulmonar normalmente desenvolve-se após aspiração de secreções da orofaringe ou gastrintestinais. Tipicamente, apresenta-se como pneumonia, abcesso pulmonar ou empiema, sendo a apresentação radiológica mais comum uma massa pulmonar, simulando um tumor. O tratamento adequado requer antibioterapia prolongada para prevenir recidivas. Neste artigo fizemos uma revisão bibliográfica sobre actinomicose e analisámos dados de doentes do Hospital Pedro Hispano.

Métodos: Foram consultados registos médicos de doze anos (Janeiro 2006 - Dezembro 2017) sobre actinomicose pulmonar. Dados demográficos e clínicos foram colhidos e analisados retrospetivamente.

Resultados: Foram diagnosticados cinco doentes com actinomicose pulmonar, três do sexo masculino e dois do sexo feminino. A média de idades foi 55 anos. O microrganismo mais frequente foi o Actinomyces meyeri, identificado em amostras de lavado broncoalveolar num caso, e de líquido pleural em dois outros. Nos restantes casos, identificou-se Actinomyces odontolyticus e Actinomyces spp. Todos apresentaram evolução favorável com o tratamento excetuando um doente, que faleceu em contexto de empiema com choque séptico. Num dos casos, após melhoria inicial, houve abandono da consulta e não se conseguiu que retomasse o seguimento.

Conclusão: Atualmente, a actinomicose é uma patologia rara com bom prognóstico se diagnosticada precocemente e tratada de forma adequada. Deve ser sempre considerada no diagnóstico diferencial de uma lesão persistente do parênquima pulmonar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Kim S, Jung L, Oh I, Kim Y, Shin K, Lee M, et al. Pulmonary actinomycosis during the first decade of 21st century: cases of 94 patients. BMC Infect Dis. 2013;13:216. doi: 10.1186/1471-2334-13-216.

Mabeza G, Macfarlane J. Pulmonary actinomycosis. Eur Respir J. 2003;21:545-51.

Kobashi Y, Yoshida K, Miyashita N, Niki Y, Matsushima T. Thoracic actinomy- cosis with mainly pleural involvement. J Infect Chemother. 2004;10:172-7.

Yildiz O, Doganay M. Actinomycosis and nocardia pulmonary infections. Curr Opin Pulm Med. 2006;12:228-34.

Higashi Y, Nakamura S, Ashizawa N, Oshima K, Tanaka A, Miyazaki T, et al. Pulmonary actinomycosis mimicking pulmonary aspergilloma and a brief review of the literature Intern Med 2017;56:449-53. doi: 10.2169/internalmedicine.56.7620.

Fazili T, Blair D, Riddell S, Kiska D, Nagra S. Actinomyces meyeri infection: Case report and review of the literature. Case Rep Infect Dis. 2015;2015:291838. doi: 10.1155/2015/291838.

Sullivan D, Chapman S. Bacteria that masquerade as fungi: actinomycosis/nocardia. Proc Am Thorac Soc. 2010;7:216-21. doi: 10.1513/ pats.200907-077AL.

Qiu L, Lan L, Feng Y, Huang Z, Chen Y. Pulmonary actinomycosis imitating lung cancer on F-FDG PET/CT: a case report and literature review. Korean J Radiol. 2015;16:1262-5. doi: 10.3348/kjr.2015.16.6.1262.

Malik R, Keshwani N, Beegle S. First case of Actinomyces Odontolyticus pleural effusion Chest 2016;150:590A.

Park H, Park K, Kim S, Sung H, Choi S, Kim Y, et al. A case of disseminated infection due to Actinomyces meyeri Involving lung and brain. Infect Chemother. 2014;46:269-73. doi: 10.3947/ic.2014.46.4.269.

Downloads

Publicado

08-12-2021

Como Citar

1.
Cabrita B, Vaz AP, Correia de Abreu R, Jordão S, Correia S, Ferreira J. Actinomyces e Pulmão: Uma Associação Rara. RPMI [Internet]. 8 de Dezembro de 2021 [citado 3 de Julho de 2022];27(1):65-70. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/191

Edição

Secção

Séries de Casos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)