A informação clínica no doente oncológico

Autores

  • Conceição Cocco Martins Assistente Hospitalar Graduada de Medicina Interna e espe­cialista de Oncologia Médica,
  • Isabel Martins Assistente Hospitalar Eventual de Medicina Interna, Serviço de Medicina do Hospital S. José

Palavras-chave:

quimioterapia, processo clinico

Resumo

A informação clinica no doente oncológico tem aspectos peculiares que vamos salientar. Deve apresentar claramente o estadiamento do doente,o seu estado funcional, o contexto epidemiológi­co, discriminar o tratamento, resultado e complicaçôes, utilizando os critérios internacionalmemte aceites que permitem comparação dos resultados entre investigadores. A aplicação destes critérios, mesmo quando não em trata­mento sob protocolo de investigação, a (atitude desejável actualmente), traduz qualidade nos cuidados prestados. A identificação dos síndro­mes de cancro familiar torna-se imprescindível, porque o seguimento dos doentes tem caracte­rísticas diferentes dos casos esporádicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

De Vita, VT Jr. Principles of Chemotherapy in Cancer. In Principles and Pratice of Oncology, JB Lippincot 1993:276-291.

Miller AB, Hoogstraten B, Staquet M, Winkler A. Reporting Re­sults of Cancer Treatment. Cancer 1981;47:207-214

Morvan F. Classification eles Cancers à Usage Clinique. Bulletin du Cancer 1995; 82 (Suppl 2):101-111.

Robert E. A Model for Oncology Clinical lndicators Cancer 1989; 64 (Supp]):306-309.

Ficheiros Adicionais

Publicado

31-03-1998

Como Citar

1.
Cocco Martins C, Martins I. A informação clínica no doente oncológico. RPMI [Internet]. 31 de Março de 1998 [citado 23 de Julho de 2024];5(1):48-50. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/2117

Edição

Secção

Comunicações Breves

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)