Tratamento da Hepatite C num Hospital Distrital: Qual o Impacto da Pandemia SARS-CoV-2?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24950/rspmi.314

Palavras-chave:

COVID-19; , Hepatite C, Pandemia, SARS-CoV-2

Resumo

Introdução: O vírus da hepatite C (VHC) é uma causa importante de doença hepática, apresentando várias evoluções clínicas. A descoberta dos antivirais de ação direta revolucionou o seu tratamento, uma vez que permitem a erradicação do vírus em mais de 95% dos casos. A pandemia de SARS-CoV-2 alterou o normal funcionamento dos serviços de saúde, comprometendo esse objetivo.

Métodos: Análise retrospetiva dos doentes tratados e seguidos num hospital distrital entre 1 de janeiro de 2015 e 31 de dezembro de 2020.

Resultados: Foram 267 doentes, 77,9% homens com idade média de 50 ± 10,3 anos. O fator de risco mais frequente foi o consumo de drogas endovenosas (55%). O genótipo 1 foi o mais comum (64%), 27% apresentavam cirrose hepática, 32% já tinham experimentado outros tratamentos. O tempo médio de espera pelo tratamento foi de 3,19 meses, antes da pandemia 3,11 meses e 4,15 meses em 2020, diferença estatisticamente significativa (p = 0,017). Houve uma diminuição do número de doentes tratados ao longo dos anos. O tratamento mais utilizado foi o ledispasvir/sofosbuvir. A taxa de resposta virológica sustentada foi de 99%. Tiveram alta 70%
dos doentes.

Discussão: Este estudo retrospetivo é o primeiro, a nível nacional, a avaliar o impacto da pandemia de SARS-CoV-2 no tratamento da infeção por VHC. Mostrou-nos um aumento do tempo de espera pelo tratamento no ano 2020. O impacto da pandemia de SARS-CoV-2 sobre esta patologia ainda não é claro.

Conclusão: A pandemia de SARS-CoV-2 levou a um aumento do tempo de espera pelo tratamento e diminuição do
número de doentes tratados, dificultando o objetivo da eliminação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

European Association for the Study of the Liver. Electronic address: easloffice@easloffice.eu, Clinical Practice Guidelines Panel: Chair: EASL Governing Board representative: Panel members: EASL recommendations on treatment of hepatitis C: Final update of the series. J Hepatol. 2020;73:1170–218.

World Health Organization. Interim guidance for country validation of viral hepatitis elimination [Internet]. Geneva: World Health Organization; 2021 [citado 29 de novembro de 2021]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/341652

World Health Organization. Guidelines for the care and treatment of persons diagnosed with chronic hepatitis C virus infection [Internet]. Geneva: World Health Organization; 2018 [citado 29 de novembro de 2021]. 84 p. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/273174

Pol S, Lagaye S. The remarkable history of the hepatitis C virus. Genes Immun. de 2019;20:436–46. doi: 10.1038/s41435-019-0066-z.

Hu W, Zhang C, Shi JJ, Zhang JY, Wang FS. Hepatitis C: milestones from discovery to clinical cure. Military Med Res. 2020;7:59. doi: s40779-020-00288-y.

Flisiak R, Zarebska-Michaluk D, Frankova S, Grgurevic I, Hunyady B, Jarcuska P, et al. Is elimination of HCV in 2030 realistic in Central Europe. Liver Int. 2021;41 Suppl 1:56-60. doi: 10.1111/liv.14834.

Blach S, Kondili LA, Aghemo A, Cai Z, Dugan E, Estes C, et al. Impact of COVID-19 on global HCV elimination efforts. J Hepatol. 2021;74:31-6. doi: 10.1016/j.jhep.2020.07.042. .

Anjo J, Café A, Carvalho A, Doroana M, Fraga J, Gíria J, et al. O impacto da hepatite C em Portugal. GE J Port Gastrenterol. 2014;21:44–54.

Buti M, Domínguez-Hernández R, Casado MA. Impact of the COVID-19 pandemic on HCV elimination in Spain. J Hepatol. 2021;74:1246-8. doi: 10.1016/j.jhep.2020.12.018.

Downloads

Publicado

23-06-2022

Como Citar

1.
Medeiros C, Ferreira D, Serras Jorge R, Catorze N. Tratamento da Hepatite C num Hospital Distrital: Qual o Impacto da Pandemia SARS-CoV-2? . RPMI [Internet]. 23 de Junho de 2022 [citado 11 de Agosto de 2022];29(2):109-13. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/314