Precisão Diagnóstica do Painel de Pneumonia Bio Fire® Filmarray® na Deteção de Microorganismos em Secreções Brônquicas

Autores

  • Ana Clara Dinis Interna de Formação Específica em Medicina Interna, Serviço de Medicina Intensiva; Centro Hospitalar Médio Tejo; Abrantes; Portugal https://orcid.org/0000-0002-9781-2405
  • Nuno Catorze Assistente Hospitalar Graduado em Medicina Intensiva, Serviço de Medicina Intensiva; Centro Hospitalar Médio Tejo; Abrantes; Portugal https://orcid.org/0000-0002-1975-3438
  • Sofia Narciso Assistente Hospitalar em Medicina Interna, Serviço de Medicina Intensiva; Centro Hospitalar Médio Tejo; Abrantes; Portugal
  • Teresa Oliveira Interna de Formação Específica em Medicina Intensiva, Serviço de Medicina Intensiva; Centro Hospitalar Médio Tejo; Abrantes; Portugal

DOI:

https://doi.org/10.24950/rspmi.1497

Palavras-chave:

Infecções Respiratórias/diagnóstico, Pneumonia/diagnóstico, Técnicas de Diagnóstico Molecular

Resumo

Introdução: Um teste rápido de diagnostico de pneumonia tem o potencial de orientar decisões clínicas, como o início de antibioterapia, permitindo a redução do uso de antibióticos de amplo espectro. Contudo, a aceitação desses testes de diagnostico esta dependente da sua precisão. De forma a avaliar a assertividade diagnostica e a precisão do painel de pneumonia BioFire® FilmArray® (BFFA) na identificação de microorganismos em secreções brônquicas, realizamos este estudo retrospetivo, que decorreu no Serviço de Medicina Intensiva (SMI) do CMHT.

 

Métodos: Neste estudo foram incluídos todos os doentes (n = 104) internados no nosso SMI com pneumonia e que realizaram o teste BFFA, entre dezembro de 2019 e março de 2021. As amostras do trato respiratório inferior foram colhidas e analisadas simultaneamente pelo BFFA e pela cultura microbiológica. O painel BFFA incluiu 18 bactérias e 8 vírus, que comumente causam pneumonia, bem como 7 genes de resistência a antibióticos, identificados a partir de amostras quer de aspirado traqueal, quer de lavado broncoalveolar (LBA).

 

Resultados: Este estudo incluiu 104 pacientes, com idade media de 62 anos. O BFFA foi positivo em 111/125 (88%) das amostras colhidas. As bactérias mais comummente detetadas foram Staphylococcus aureus (19%), Klebsiella pneumonia (14%) e Haemophilus influenza (10%).

 

Discussão: Foi possível inferir a forte concordância entre os resultados do BFFA e do exame cultural na deteção de bactérias. De facto, a maioria das bactérias (76/106 [72%]) detetadas pelo BFFA também foram identificadas na cultura. Por outro lado, e de realçar que de todos os BFFA negativos, apenas um teve isolamento de agente no exame cultural.

 

Conclusão: A analise de amostras de secreções respiratórias em tempo real com o BFFA tem o potencial de identificar microorganismos, assim como marcadores de resistência,

mais rapidamente do que os métodos tradicionais baseados no exame cultural. De facto, o BFFA e um método rápido e preciso para deteção de microorganismos causadores de infeções do trato respiratório inferior com proporção de concordância positiva de 72% e proporção de concordância negativa proxima de 100%, na população estudada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

World Health Organization. World health statistics 2021: monitoring health for SDGs, sustainable development goals. Geneva: WHO; 2021.

Kuti EL, Patel AA, Coleman CI. Impact of inappropriate antibiotic therapy on mortality in patients with ventilator-associated pneumonia and blood stream infection: a meta-analysis. J Crit Care. 2008;23:91-100. doi: 10.1016/j.jcrc.2007.08.007.

Houck PM, Bratzler DW, Nsa W, Ma A, Bartlett JG. Timing of antibiotic administration and outcomes for Medicare patients hospitalized with community-acquired pneumonia. Arch Intern Med. 2004;164:637-44. doi: 10.1001/archinte.164.6.637.

O´Neil J, editor. Tackling drug-resistant infections globally: final report and recommendations. London: Review on Antimicrobial Resistance; 2016.

Centers for Disease Control and Prevention. Antibiotic resistance treats in the United States. Atlanta: CDC; 2019.

Collins ME, Popowitch EB, Miller MB. Evaluation of a Novel Multiplex PCR Panel Compared to Quantitative Bacterial Culture for Diagnosis of Lower Respiratory Tract Infections. J Clin Microbiol. 2020;58:e02013-19. doi: 10.1128/JCM.02013-19.

BioFire Diagnostics BioFire Diagnostics. FilmArray pneumonia panel instructions for use [accessed Dez 2019] Available at: https://www.biofiredx.com/products/the-filmarray-panels/filmarray pneumonia/

European Centre for Disease Prevention and Control. Surveillance of healthcare-associated infections in intensive care units: HAI Net ICU Protocol, version 2.2. [accessed Jan 2021] Available at: https://www.ecdc. europa.eu/en/publications-data/surveillance-healthcare-associated infections-and-prevention-indicators-european

Webber DM, Wallace MA, Burnham CA, Anderson NW. Evaluation of the BioFire FilmArray Pneumonia Panel for Detection of Viral and Bacterial Pathogens in Lower Respiratory Tract Specimens in the Setting of a Tertiary Care Academic Medical Center. J Clin Microbiol. 2020;58:e00343-20. doi: 10.1128/JCM.00343-20

Downloads

Publicado

27-09-2023

Como Citar

1.
Dinis AC, Catorze N, Narciso S, Oliveira T. Precisão Diagnóstica do Painel de Pneumonia Bio Fire® Filmarray® na Deteção de Microorganismos em Secreções Brônquicas. RPMI [Internet]. 27 de Setembro de 2023 [citado 22 de Julho de 2024];30(3):152-6. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1497

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)