β-Talassémia e linfoma: coincidência ou associação? – A propósito de um caso clínico

Autores

  • Vera Cesário Serviço de Medicina Interna, Hospital José Joaquim Fernandes, Beja
  • Ana Montalvão Serviço de Medicina Interna, Hospital José Joaquim Fernandes, Beja
  • Bernardo Loff Serviço de Medicina Interna, Hospital José Joaquim Fernandes, Beja
  • Carlos Monteverde Serviço de Medicina Interna, Hospital José Joaquim Fernandes, Beja

Palavras-chave:

β-Talassémia, talassémia minor, hemoglobinopatias, linfoma não-Hodgkin, revisão

Resumo

A β-Talassémia é uma das hemoglobinopatias mais frequente
em todo o Mundo, caracterizada pela ausência ou diminuição da
produção de cadeias β da hemoglobina.
A coexistência entre β-Talassémia e linfoma é rara; no entanto,
tem vindo a ser referida na literatura, na sequência de novas
oportunidades terapêuticas para a β-Talassémia major.
Neste artigo, é relatado o caso clínico de um linfoma não-
-Hodgkin que surge numa doente com β-Talassémia minor,
representando o primeiro caso desta associação documentado
em Portugal e o segundo a nível mundial.
Vários fatores, ainda controversos, podem contribuir para
a patogénese da doença maligna na β-Talassémia: infeções,
sobrecarga de ferro, imunomodulação e hematopoiese mais
intensa para compensar a eritropoiese ineficaz e hemólise crónica,
aumentando a probabilidade de ocorrência de mutações, nomeadamente na expressão de oncogenes. Com base numa revisão
da literatura, defende-se que o termo de ligação mais provável
entre as duas entidades é “associação” e não “coincidência”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Higgs D, Engel J, Stamatoyannopoulos G, Thalassemia, The Lancet 2012;9813(379):373-383.

Rund D, Rachmilewitz E, β-Thalassemia, N Engl JMed 2005;353:1135-1146.

Benetatos L, Alymara V, Vassou A, Bourantas K, Malignancies in β-Thalassemia patients: a single-center experience and a concise review of

the literature, Int Jnl Lab Hem 2008;30:167-172.

Otrock Z, Shamseddline A, Taher A, Non-Hodgkin Disease in β-Thalassemia Major, American Journal of Hematology 2006;81:62-64.

Chehal A, Loutfi R, Taher A, β-Thalassemia Intermedia and Non-Hodgkin’s

Lymphoma, Hemoglobin 2002;26(3):219-225.

Gupta A, Nair L, Shah A, Barbhaya S, Association oh Hematologic Malignancies with Hemoglobinopathies, American Journal of Hematology 1988;28:130.

Thapa R, Pal P, Mukhopadhyay M, Beta Thalassemia Major and Hodgkin Lymphoma, J Pediatric Hematol Oncol 2009;31(6):462-463.

Jarb F, Aoun E, Yassine H, Azar C, Taher A, β-Thalassemia Intermedia and Hodgkin’s Lymphoma, American Journal of Hematology 2006;81:151.

Maehara N, Yoshida J, Sato K, Furukawa K, Torisu M, Tanaka M, Malignant Lymphoma of the Thyroid with evidence of an Ebstein-Barr viral

infection concomitant with Thalassemia Minor: Report of a case, Surg Today1995;25:151-154.

Stricker R, Linker C, Crowley T, Embury S, Hematologic Malignancies in Sickle Cell Disease: Report of four cases and review of the literature, American Journal of Hematology 1986;21:223-230

Ficheiros Adicionais

Publicado

30-09-2013

Como Citar

1.
Cesário V, Montalvão A, Loff B, Monteverde C. β-Talassémia e linfoma: coincidência ou associação? – A propósito de um caso clínico. RPMI [Internet]. 30 de Setembro de 2013 [citado 19 de Junho de 2024];20(3):113-8. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1085

Edição

Secção

Casos Clínicos