Patologia oncológica num Hospital Central no século XXI: Novos casos nos H.U.C.

Autores

  • Manuel Gomes Registo Oncológico dos Hospitais da Universidade de Coimbra (H.U.C.)
  • Marco Simões Departamento de Educação e Investigação dos H.U.C.
  • Filipa Seabra Registo Oncológico dos Hospitais da Universidade de Coimbra (H.U.C.)
  • Lélita Santos Registo Oncológico dos Hospitais da Universidade de Coimbra (H.U.C.)
  • Carlos de Oliveira Departamento de Educação e Investigação dos H.U.C.

Palavras-chave:

cancro, doenças malignas, neoplasias, registo oncológico de base hospitalar

Resumo

O cancro é um problema de saúde cada vez mais grave. É fundamental dispor de meios que permitam o conhecimento profundo
da doença oncológica. Um destes meios é o registo dos casos oncológicos.
O objectivo principal deste trabalho é o de dar a conhecer a
evolução da doença oncológica num hospital central.
Foram recolhidos os dados referentes aos casos de tumores
malignos primitivos diagnosticados de novo ou tratados, registados na base de dados do Registo Oncológico do hospital, num
período de 7 anos, entre 2000 e 2006.
Verifica-se que, nos últimos 4 anos, houve um aumento gradual dos novos diagnósticos.
A localização topográfica mais frequente foi a pele (mais de
80% eram carcinomas espinho e basocelulares), logo seguida da
próstata e da mama. O cancro do cólon e do recto, em conjunto,
foram os mais frequentes. O cancro do pulmão teve um aumento
importante, sobretudo no sexo masculino.
Excluindo o cancro da mama, houve uma redução na idade
dos diagnósticos de todos os tipos de cancro.
Todos os casos de neoplasia maligna foram mais frequentes no homem.
No final pode afirmar-se que estes dados são mais um contributo para o “diagnóstico” preliminar da situação oncológica do
hospital. Neste grupo populacional continuam a ser os cancros
da mama, da próstata e do intestino aqueles que obrigam a uma
maior focalização das atenções. Para compreender melhor a
doença oncológica num hospital e avaliar os cuidados prestados,
é fundamental um registo oncológico de base hospitalar fidedigno
que caracterize bem a doença e inclua o seu seguimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Janssens JP, Giacosa A, Stockbrugger R. The European Community expansion and cancer burden. Eur J Cancer Prev 2003; 12:353-354.

Quinn MJ, D’Onofrio A, Moller B et al. Cancer mortality trends in the EU and acceding countries up to 2015. Ann Oncol 2003; 14: 1148-1152.

Bray F, Moller B. Predicting the future burden of cancer. Nat Rev Cancer 2006; 6: 63-74.

IARC monographs on the evaluation of carcinogenic risks to humans. Vol.83. Tobacco smoke and involuntary smoking. http:// monographs. iarc.fr/ENG/Monographs/vol83/ volume83.pdf (accessed Nov 22. 2008).

Baan R, Straif K, Grosse Y, et al. on behalf of the WHO International Agency for Research on Cancer Monograph Working Group. Carcinogenicity of alcoholic beverages. Lancet Oncol 2007; 8: 292-293.

Vainio H, Bianchini F. (eds). IARC Handbooks of cancer prevention Vol 6. Weight control and physical activity. Lyon: International Agency for Research on Cancer, 2002.

Riboli E, Lambert R, eds. IARC Scientific Publication n.156. Nutrition and lifestyle: opportunities for cancer prevention. Lyon: IARCpress, 2002.

Parkin DM. Cancer in developing countries. Cancer Surveys 1994; 19/20: 519-561

Parkin DM. International variation. Oncogene 2004; 23: 6329-6340.

Jones LA, Chilton JA, Hajek RA et al. Between and within: international perspectives on cancer and health disparities. J Clin Oncol 2006; 24: 2204-2208.

Trichopoulou A, Lagiou P, Kuper H, Trichopoulos D. Cancer and Mediterranean dietary traditions. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 2000; 9: 869-873.

Bagnardi V, Blangiardo M, La Vecchia C, Corrao G. A meta-analysis of alcohol drinking and cancer risk. Br J Cancer 2001; 85: 1700-1705.

National Cancer control programmes: policies and managerial guidelines. 2nd ed. Geneva: WHO 2002.

Comissão de Coordenação Oncológica dos H.U.C.. A Oncologia no final do Milénio. Ed.Ediliber 2000: 18-40.

Pinheiro PS, Tyczynski JE, Bray F, Amado J, Matos E, Parkin DM. Cancer incidence and mortality in Portugal. Eur J Cancer 2003; 39: 2507-2520

Ficheiros Adicionais

Publicado

30-06-2010

Como Citar

1.
Gomes M, Simões M, Seabra F, Santos L, de Oliveira C. Patologia oncológica num Hospital Central no século XXI: Novos casos nos H.U.C. RPMI [Internet]. 30 de Junho de 2010 [citado 17 de Julho de 2024];17(2):79-84. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1236

Edição

Secção

Artigos Originais

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3