Espondilodiscite e endocardite a enterococcus faecalis

Autores

  • Tiago Judas Serviço de Medicina do Hospital Garcia de Orta
  • Rita Gouveia Serviço de Medicina do Hospital Garcia de Orta
  • Pedro Correia Azevedo Serviço de Medicina do Hospital Garcia de Orta
  • João Namora Serviço de Medicina do Hospital Garcia de Orta

Palavras-chave:

infecção enterocócica, espondilodiscite, endocardite

Resumo

Os autores descrevem o caso clínico de uma mulher de 69 anos,
que recorreu ao Serviço de Urgência por queixas persistentes de
dor lombar e febre com 3 meses de evolução. Tinha antecedentes de cirurgia a meningioma dorsal cerca de 5 meses antes. O
diagnóstico de espondilodiscite foi estabelecido por ressonância
magnética da coluna lombar. Nos exames microbiológicos efectuados foi isolado Enterococcus faecalis. Foi ainda detectada
endocardite da válvula aórtica. Medicada com antibioterapia
dirigida prolongada, a evolução foi favorável.
A associação de espondilodiscite e endocardite pode ocorrer
em cerca de 15% dos casos de endocardite infecciosa. Apesar
da infecção a Enterococcus faecalis ser uma das causas mais
frequentes de endocardite, a associação entre espondilodiscite
e endocardite devidas a este microorganismo é surpreendentemente rara.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Zimmerli W. Vertebral Osteomyelitis. N Eng J Med 2010; 362:1022-1029.

Frank GW. An Unusual Case of Back Pain. Proceedings of UCLA Healthcare. Fall 2004;8(1).

Vlahakis NE, Temesgen Z, Berbari EF, Steckelberg JM. Osteoarticular Infection Complicating Enterococcal Endocarditis.Mayo clin Proc 2003; 78: 623-628.

Fisher K, Phillips C. The ecology, epidemiology and virulence of Enterococcus. Microbiology 2009; 155:1749-1757.

Steckelberg JM, Osmon DR. Osteomyelitis in Mandell, Douglas and Bennett’s Principles and Practice of Infectious Disease. 2005, 6 thEd. Elsevier 99:1322-1332.

Moellering CR; Enterococcus Species, Streptococcus bovis, and Leuconostoc Species in Mandell, Douglas and Bennett’s Principles and Practice of Infectious Disease. 2005, 6 thEd.Elsevier; 198:2411-2418.

Tarr PE, Sakoulas G et al. Hematogenous enterococcal vertebral osteomyelitis: report of 2 cases and review of the literature. J Infect 2004; 48(4): 354-362.

Butler JS, Shelly MJ, Timlin M et al. Nontuberculous Pyogenic Spinal Infection in Adults. Spine 2006; 31 (23):2695-2700.

Marella PC, Hasan S, Habte-Gabr E. Report of Vertebral Osteomyelitis/DiscitisCaused by Enterococcus faecalis in Dialysis Patients. Infectious Diseases in Clinical Practice 2007; 15 (3): 199-200

Ficheiros Adicionais

Publicado

28-09-2012

Como Citar

1.
Judas T, Gouveia R, Correia Azevedo P, Namora J. Espondilodiscite e endocardite a enterococcus faecalis. RPMI [Internet]. 28 de Setembro de 2012 [citado 13 de Julho de 2024];19(3):155-8. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1162

Edição

Secção

Casos Clínicos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)