Neurofibromatose tipo 1 e feocromocitoma – a propósito de um caso clínico

Autores

  • Ana Norte Serviço de Medicina I – Hospitais da Universidade de Coimbra
  • Patrícia Alves Serviço de Medicina I – Hospitais da Universidade de Coimbra
  • Manuel Batista Serviço de Medicina I – Hospitais da Universidade de Coimbra
  • Benilde Barbosa Serviço de Medicina I – Hospitais da Universidade de Coimbra
  • Isabel Fonseca Serviço de Medicina I – Hospitais da Universidade de Coimbra
  • M. H. Saldanha Serviço de Medicina I – Hospitais da Universidade de Coimbra

Palavras-chave:

neurofibromatose tipo 1, feocromocitoma, hipertensão arterial

Resumo

Os autores apresentam o caso de um homem de 49 anos, com
antecedentes de neurofibromatose tipo 1 (NF1) e hipertensão arterial, admitido no Serviço de Urgência por cefaleias, palpitações,
epigastralgias e náuseas. Ao exame objectivo apresentava-se
sudorético, com tensão arterial de 240/173 mmHg e frequência
cardíaca de 150 bpm. Laboratorialmente salientava-se elevação
dos níveis urinários de metanefrinas e a avaliação imagiológica
revelou um nódulo sólido na suprarrenal esquerda. O estudo
complementar posterior permitiu o diagnóstico de feocromocitoma. Após terapêutica pré-operatória adequada, o doente foi
submetido a suprarrenalectomia esquerda. Cerca de 6 meses
após a cirurgia, o doente estava assintomático e com valores
tensionais controlados.
Este caso é apresentado não só pela sua raridade, dado que
o feocromocitoma ocorre em apenas 1% dos doentes com NF1,
mas também para realçar a necessidade de excluir causas
secundárias de hipertensão em doentes jovens e, sobretudo, se
portadores de NF1.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Reynolds RM, Browning GGP, Nawroz I, Campbell IW. Von Recklinghausen´s neurofibromatosis: neurofibromatosis type 1, Lancet 2003;361:1552-1554.

Kam JR. Neurofibromatosis; www. emedicine.com, updated 2007.

Erem C, Ersöz HÖ, Ukinç K et al. J. Endocrinol. Invest. 2007;30:59-64.

Vuguin P. Pheochromocytoma; www.emedicine.com, updated 2007.

Lenders JWM, Eisenhofer G, Mannelli M, Pacak K. Phaeochromocytoma, Lancet 2005;366:665-675.

Landsberg L, Young JB. Feocromocitoma. In Braunwald E, Fauci A, Kasper D et al eds Harrison Medicina Interna, 15ª edição. Rio de Janeiro: McGraw-Hill 2002:2236-2240.

Dluhy RG. Pheochromocytoma – Death of an Axiom, N Eng J Med 2002; 346(19):1486-1488.

Porto J, Rodrigues B, Guimarães J et al. Feocromocitoma de apresentação crítica – a propósito de dois casos clínicos, Revista da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna 2008;15(1):24-31.

Iliopoulos O, Chan-Smutko G, Gonzalez RG, Louis DN, Stone JR. Case 23 – 2006 : A 36–Year–Old Man with Numbness in the Right Hand and

Hypertension, N Eng J Med 2006;355(4):394-402.

Williams GA. Doença Vascular Hipertensiva. In Braunwald E, Fauci A, Kasper D et al eds Harrison Medicina Interna, 15ª edição. Rio de Janeiro: McGraw-Hill 2002:1495-1511.

Pletcher BA. Neurofibromatosis, Type 1; www.emedicine.com, updated 2006.

Lenders JWM, Pacak K, Walther MM e al. Biochemical Diagnosis of Pheochromocytoma – Which Test Is Best? Jama 2002; 287(11):1427-1434

Ficheiros Adicionais

Publicado

30-06-2011

Como Citar

1.
Norte A, Alves P, Batista M, Barbosa B, Fonseca I, Saldanha MH. Neurofibromatose tipo 1 e feocromocitoma – a propósito de um caso clínico. RPMI [Internet]. 30 de Junho de 2011 [citado 12 de Abril de 2024];18(2):84-9. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1312

Edição

Secção

Casos Clínicos

Artigos Similares

Também poderá iniciar uma pesquisa avançada de similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)