São os Outcomes da Ventilação Não Invasiva na Falência Respiratória Aguda Similares nos Adultos Muito Idosos?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.24950/O/291/19/2/2020

Resumo

Introdução: Na população envelhecida, a falência respiratória aguda (FRA) é das causas mais prevalentes de observação no serviço de urgência. A ventilação não invasiva por pressão positiva (VNiPP) mostrou bons resultados nos doen- tes críticos com FRA. Mas a evidência em doentes muito idosos é escassa. O objetivo do estudo é analisar os outcomes do uso de VNiPP nesta população.

Métodos: Conduzimos um estudo prospetivo observacional numa unidade de cuidados intermédios de um hospital universitário. Foram incluídos e posteriormente comparados os doentes com idade igual ou superior a 75 anos (grupo de estudo) e inferior a 65 anos (grupo controlo) submetidos a VNiPP por FRA. O endpoint primário foi a mortalidade (hospitalar e 30 dias após a alta). Os endpoints secundários foram parâmetros, complicações e taxa de falência de VNPP.

Resultados: Foram incluídos um total de 109 doentes. A Mortalidade hospitalar foi significativamente maior no grupo de estudo (22,2 % vs 8,1%, p < 0,01). Contudo, a mortalidade aos 30 dias após alta não foi significativamente diferente (4,1% vs 4,9%, p = 0,37). A duração de uso de VNiPP (6,1 vs 2,2 dias, p < 0,01) e de internamento (14,3 vs 6,2 dias, p = 0,01) foram maiores no grupo de estudo. A falência de VNiPP (22,2% vs 16,1 %, p = 0,09) e taxa de complicações (intolerância 8% vs 6%, p = 0,31; úlceras 4% vs 3%, p = 0,28) foram similares entre os grupos.

Conclusão: A FRA tem mau prognóstico nos adultos idosos. A maior taxa de mortalidade foi observada nestes doentes, apesar de similar gravidade e similares taxas de falência e complicação de VNiPP. Notavelmente, a mortalidade fora do hospital foi comparável entre os grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Rechel B, Grundy E, Robine JM, Cylus J, Mackenbach JP, Knai C, et al. Ageing in the European Union. Lancet. 2013;381:1312-22.

Ferrucci L, Giallauria F, Guralnik JM. Epidemiology of aging. Radiologic cli- nics of North America. 2008;46:643-52, v.

Ray P, Birolleau S, Lefort Y, Becquemin MH, Beigelman C, Isnard R, et al. Acute respiratory failure in the elderly: etiology, emergency diagnosis and prognosis. Critical Care. 2006;10:R82.

Delerme S, Ray P. Acute respiratory failure in the elderly: diagnosis and prognosis. Age and ageing. 2008;37:251-7.

Nava S, Hill N. Non-invasive ventilation in acute respiratory failure. Lancet. 2009;374:250-9.

Scala R, Pisani L. Noninvasive ventilation in acute respiratory failu- re: which recipe for success? Eur Respir Rev. 2018;27:180029. doi: 10.1183/16000617.0029-2018. E

Mas A, Masip J. Noninvasive ventilation in acute respiratory failure. Curr Heart Fail Rep. 2019;16:89-97. doi: 10.1007/s11897-019-00429-y.

Liu YJ, Zhao J, Tang H. Non-invasive ventilation in acute respiratory failure: a meta-analysis. Clin Med. 2016;16:514-23.

Rochwerg B, Brochard L, Elliott MW, Hess D, Hill NS, Nava S, et al. Official ERS/ ATS clinical practice guidelines: noninvasive ventilation for acute respiratory failure. Eur Respir J . 2017;50:1602426. doi: 10.1183/13993003.02426-2016.

British Thoracic Society Standards of Care C. Non-invasive ventilation in acute respiratory failure. Thorax. 2002;57:192-211.

Nava S, Grassi M, Fanfulla F, Domenighetti G, Carlucci A, Perren A, et al. Non-invasive ventilation in elderly patients with acute hypercapnic respiratory failure: a randomised controlled trial. Age Ageing. 2011;40:444-50.

Schortgen F, Follin A, Piccari L, Roche-Campo F, Carteaux G, Taillandier- -Heriche E, et al. Results of noninvasive ventilation in very old patients. Ann Intensive Care . 2012;2:5. doi: 10.1186/2110-5820-2-5.

Philippart F, Vesin A, Bruel C, Kpodji A, Durand-Gasselin B, Garcon P, et al. The ETHICA study (part I): elderly ́s thoughts about intensive care unit ad- mission for life-sustaining treatments. Intensive Care Med . 2013;39:1565-73. doi: 10.1007/s00134-013-2976-y.

Scala R. Challenges on non-invasive ventilation to treat acute respiratory failure in the elderly. BMC Pulm Med. 2016;16:150. doi: 10.1186/

s12890-016-0310-5.

Vilaça M, Aragão I, Cardoso T, Dias C, Cabral-Campello G. The Role of Noninvasive Ventilation in Patients with "Do Not Intubate" Order in the Emergency Setting. PLoS One. 2016;11:e0149649. doi: 10.1371/journal. pone.0149649.

Morland M, Haagensen R, Dahl FA, Berdal JE. Epidemiology and prognoses in a medical intermediate care unit. Tidsskr Nor Laegeforen . 2018;138. doi: 10.4045/tidsskr.17.0496.

Meireles M, Machado A, Lopes J, Abreu S, Furtado I, Goncalves J, et al. Age-adjusted Charlson Comorbidity Index Does Not Predict Outcomes in Patients Submitted to Noninvasive Ventilation. Arch Bronconeumol. 2018;54:503-9.

van Oostrom SH, Engelfriet PM, Verschuren WM, Schipper M, Wouters IM, Boezen M, et al. Aging-related trajectories of lung function in the general population-The Doetinchem Cohort Study. PloS One. 2018;13:e0197250. doi: 10.1371/journal.pone.0197250.

Downloads

Publicado

05-12-2021

Como Citar

1.
Costa AR, Furtado I, Gonçalves J, Meireles M, Neves J, Mateus A. São os Outcomes da Ventilação Não Invasiva na Falência Respiratória Aguda Similares nos Adultos Muito Idosos?. RPMI [Internet]. 5 de Dezembro de 2021 [citado 3 de Julho de 2022];27(2):155-60. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/159

Edição

Secção

Artigos Originais

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)