Brucelose aguda: uma apresentação dramática com choque séptico e trombocitopenia grave

Autores

  • Maria Carolino Paulino Serviço de Medicina II, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Unidade de Cuidados Intensivos Médicos, Hospital de São Francisco Xavier, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental
  • Rita Mendes Serviço de Medicina II, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Unidade de Cuidados Intensivos Médicos, Hospital de São Francisco Xavier, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental
  • Pedro Póvoa Serviço de Medicina II, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Unidade de Cuidados Intensivos Médicos, Hospital de São Francisco Xavier, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental
  • João Pacheco Serviço de Medicina II, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Unidade de Cuidados Intensivos Médicos, Hospital de São Francisco Xavier, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental
  • Francisco Silva Serviço de Medicina II, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Unidade de Cuidados Intensivos Médicos, Hospital de São Francisco Xavier, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental
  • José Pimenta da Graça Serviço de Medicina II, Hospital de Egas Moniz, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental; Unidade de Cuidados Intensivos Médicos, Hospital de São Francisco Xavier, Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental

Palavras-chave:

brucelose, trombocitopenia, choque séptico

Resumo

A Brucelose é uma zoonose endémica em Portugal, evoluindo
como uma doença multissistémica, com um largo espectro de
manifestações clínicas, que pode ser causada por várias espécies
de Brucella, sendo a mais frequente a B. melitensis. Alterações
hematológicas, incluindo anemia, leucopenia e trombocitopenia,
podem ser encontradas durante o curso da doença.
Os autores descrevem o caso de um homem de 53 anos de
idade, natural de Cabo Verde, residente em Portugal há 25 anos,
que apresentou um quadro febril com evolução para choque séptico, trombocitopenia grave e discrasia hemorrágica. Do estudo
concluiu tratar-se de brucelose aguda, com base na identificação microbiológica.
Apesar da gravidade da situação clínica, a pronta instituição
de suporte hemodinâmico, transfusional, ventilação invasiva e
antibioterapia apropriada levou a desfecho favorável.
O diagnóstico de brucelose pode ser demorado, particularmente
se estiverem presentes manifestações pouco frequentes. Este
caso demonstra a necessidade de manter um alto grau de suspeição clínica para o correcto diagnóstico de doenças com diversas
formas de apresentações, menos familiares para o clínico prático.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Pappas G, Papadimitriou P, Akritidis N, Christou L, Tsianos EV. The new global map of human brucellosis. Lancet Inf disease 2006;6(2):91-99.

Pappas G, Akritidis N, Bosilkovski M, Tsianos E. Brucellosis. N Engl J Med 2005; 352:2325-2336.

Memish ZA, Balkhy HH. Brucellosis and International Travel. J Travel Med 2004; 11(1):49-55.

Troy SB, Rickman LS, Davis CE. Brucellosis in San Diego: epidemiology and species-related differences in acute clinical presentations. Medicine (Baltimore) 2005; 84 (3):174-187.

Sauret JM, Vilissova N. Human brucellosis. J Am Board Fam Pract 2002; 15(5):401-406.

Crosby E, Llosa L, Miro Quesada M, Carrillo C, Gotuzzo E. Hematologic changes in brucellosis. J Infect Dis 1984; 150 (3):419-424.

Sevinc A, Buyukberber N, Camci C, Buyukberber S, Karsligil T. Thrombocytopenia in brucellosis: case report and literature review. J Natl Med Assoc 2005; 97(2):290-293.

Pappas G, Kitsanou M, Christou L, Tsianos E. Immune thrombocytopenia attributed to brucellosis and other mechanisms of Brucella-induced thrombocytopenia. Am J Hematol 2004; 75(3):139-141.

Sevinc A, Kutlu NO, Kuku I, Ozgen U, Aydogdu I, Soylu H. Severe epistaxis in brucellosis-induced thrombocytopenia: a report of two cases. Clin Lab Haematol 2000; 22(6):373-375.

Tsirka A, Markesinis I, Getsi V, Chaloulou S. Severe thrombocytopenic purpura due to brucellosis. Scand J Infect Dis 2002; 34 (7) 535-536.

Aliskan H. The value of culture and serological methods in the diagnosis of human brucellosis. Mikrobiyol Bul 2008; 42(1):185-195.

Mantur BG, Amarnath SK, Shinde RS. Review of clinical and laboratory features of human brucellosis. Indian J Med Microbiol 2007; 25(3):188-202

Ficheiros Adicionais

Publicado

31-03-2011

Como Citar

1.
Paulino MC, Mendes R, Póvoa P, Pacheco J, Silva F, Pimenta da Graça J. Brucelose aguda: uma apresentação dramática com choque séptico e trombocitopenia grave. RPMI [Internet]. 31 de Março de 2011 [citado 20 de Maio de 2024];18(1):31-4. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1300

Edição

Secção

Casos Clínicos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2