Estudo retrospectivo de problemas assistenciais de doentes sob hemodiálise num Serviço de Medicina Interna

Autores

  • Luís Pinheiro Médico de Medicina Interna; Assistente Convidado da Faculdade de Medicina de Lisboa
  • João Ramires Médico de Medicina Geral e Familiar
  • Margarida Lucas Chefe de Serviço de Medicina Interna; Assistente Convidada da Faculdade de Medicina de Lisb
  • Rui Victorino Chefe de Serviço de Medicina Interna; Professor Catedrático da Faculdade de Medicina de Lisboa

Palavras-chave:

hemodiálise, custos, acesso vascular, Medicina Interna

Resumo

Objectivos e Métodos: Efectuou-se estudo retrospectivo, num Serviço de Medicina Interna,
dos doentes com insuficiência renal crónica
(IRC) submetidos a hemodiálise, com o objectivo de analisar os problemas que determinaram
estes internamentos e o “peso” assistencial associado.
Resultados: Nos 15 meses analisados os internamentos de doentes com IRC corresponderam a 4,5% do total e, destes, 49,7% realizaram hemodiálise. Nos doentes hemodialisados, em
26,0% foi realizada diálise inaugural e em 19,2%
houve perda de acesso vascular. A taxa de mortalidade (TM) no grupo em estudo foi de 23,3%
(TM geral do Serviço: 8,9%) e o tempo médio de
internamento (TMI) de 16,4 dias (TMI do Serviço: 9,8 dias). Nos doentes com perda de acesso
vascular a TM foi de 33,3% e o TMI de 24,7 dias
e, nos casos de diálise inaugural, 21,1% e 23,4
dias respectivamente. Verificou-se que o prolongamento dos internamentos se relacionou,
entre outros factores, com atrasos na programação, execução e revisão dos acessos vasculares, a cargo de subespecialidades médicas e cirúrgicas. Em 71,4% dos doentes com perda de acesso vascular verificou-se uma demora superior a uma semana na construção do acesso e em 57,1% esta demora excedeu as duas semanas, enquanto nos doentes com diálise inaugural, estes valores foram de 64,3% e 28,6% respectivamente.
Conclusão: Os doentes com IRC hemodialisados representam uma carga assistencial considerável nos Serviços de Medicina Interna, existindo falhas na articulação com subespecialidades, com inconvenientes para o doente e custos adicionais a corrigir, nomeadamente através da programação de protocolos claros de abordagem multidisciplinar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Becker BN, Breiterman White R, Nylander W et al. Care pathway reduces hospitalizations and cost for hemodialysis vascular access surgery.Am J Kidney Dis 1997; 30:525-531.

Kshirsagar AV, Hogan SL, Mandelkehr L, Falk RJ. Length of stay and costs for hospitalized hemodialysis patients: nephrologists versus internists. J Am Soc Nephrol 2000; 11:1526-1533.

McFarlane PA, Mendelssohn DC. A call to arms: economic barriers tooptimal dialysis care. Perit Dial Int 2000; 20:7-12.

Hakim R, Himmelfarb J. Hemodialysis access failure: a call to action.Kidney Int 1998; 54:1029-1040.

Ascher E, Gade P, Hingorani A et al. Changes in the practice of angioaccess surgery: impact of dialysis outcome and quality initiative recommendations. J Vasc Surg 2000; 31:84-92.

Cull DL, Taylor SM, Russel HE, Langan EM, Snyder BA, Sullivan TM.The impact of community-wide vascular access program on the management of graft thromboses in a dialysis population of 495 patients.Am J surg 1999; 178:113-116.

Jassal SV, Brissenden JE, Raisbeck A, Roscoe JM. Comparative costanalysis of two different chronic care facilities for end-stage renal disease patients. Geriatr Nephrol Urol 1998; 8:69-76.

Arnold WP. Improvement in hemodialysis vascular access outcomes in a dedicated access center. Semin Dial 2000; 13:359-363.

Eknoyan G, Levin NW. An overview of the National Kidney Foundation-Dialysis Outcome Quality Initiative Implementation. Adv Ren Replace Ther 1999; 6:3-6.

Ficheiros Adicionais

Publicado

31-03-2003

Como Citar

1.
Pinheiro L, Ramires J, Lucas M, Victorino R. Estudo retrospectivo de problemas assistenciais de doentes sob hemodiálise num Serviço de Medicina Interna. RPMI [Internet]. 31 de Março de 2003 [citado 24 de Abril de 2024];10(1):13-22. Disponível em: https://revista.spmi.pt/index.php/rpmi/article/view/1782

Edição

Secção

Artigos Originais

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)